Já não é novidade que um dos aspectos mais relevantes da gestão de talentos é a oferta de Benefícios Corporativos, uma vez que eles integram um movimento estratégico para reter e motivar as pessoas colaboradoras, além de atrair novos talentos para a organização. Mas como saber quais são os benefícios mais valorizados pelos profissionais do mercado e pela equipe interna da empresa? A resposta é simples: através do uso de dados. 

Porém, nem sempre é fácil encontrar dados confiáveis, especialmente em um mercado que vem passando por inúmeras mudanças. Mas, se você acompanha a Swile, sabe onde procurar. Este ano, em parceria com a Leme Consultoria, foi lançado o Anuário de Benefícios Corporativos 2023, uma versão mais completa e abrangente que os Guias de Benefícios lançados nos anos anteriores. Confira em detalhes como a pesquisa foi realizada:

Neste artigo, vamos ressaltar os principais pontos do RH estratégico e compartilhar insights valiosos do maior estudo de Beneficios Corporativos no Brasil. Continue lendo!

O futuro do mercado

O ano de 2023 trouxe mudanças significativas no mundo do trabalho. Vimos transformações que afetaram como trabalhamos, nos relacionamos e compreendemos as empresas. Essas mudanças não apenas trouxeram avanços, mas também abriram caminho para novas possibilidades no ambiente corporativo.

Nos últimos anos, as transformações nos levaram a adotar uma abordagem mais centrada nos profissionais. A experiência dos colaboradores se tornou crucial, redefinindo o valor dos benefícios tradicionais e exigindo uma visão completa para criar um ambiente que inspire satisfação e engajamento genuíno.

Neste cenário em que as pessoas colaboradoras têm um papel central, o papel estratégico do RH expandiu-se, entendendo que a gestão de recursos humanos é essencial para o crescimento e a inovação das organizações.

Você já ouviu muito falar sobre “a experiência do colaborador” nos últimos anos, não é mesmo? E isso não é à toa. Afinal, o employee experience se tornou um dos principais impulsionadores do sucesso empresarial, não apenas uma tendência passageira. Um estudo da Gallup analisou empresas com altos níveis de engajamento e encontrou resultados notáveis:

Agora, a pergunta é: como podemos melhorar essa experiência? Como criar um ambiente em que os colaboradores se sintam incentivados, engajados e parte essencial da empresa? O primeiro passo é reconhecer a importância desse assunto. Em seguida, é fundamental acompanhar as tendências e movimentos do mercado para identificar ações práticas que possam ser implementadas. A seguir, vamos apresentar algumas dessas movimentações para você ficar por dentro do assunto. Confira!

A IA no RH

A Inteligência Artificial (IA) não é mais uma novidade passageira, ela veio para ficar e está revolucionando o mundo corporativo. No setor de Recursos Humanos, a pergunta já não é se a IA terá um papel, mas sim como e onde ela será mais eficiente. Hoje, vemos a Inteligência Artificial em ação em várias áreas do RH, e suas aplicações práticas estão se tornando cada vez mais evidentes.

No recrutamento, softwares inteligentes estão mudando o jogo ao automatizar a triagem de currículos e identificar candidatos que se alinham melhor com a cultura e necessidades da empresa. A IA também está otimizando o desenvolvimento de talentos ao criar programas de treinamento personalizados às necessidades de cada colaborador.

2023 destaca-se como o ano em que a IA se consolidou como uma ferramenta essencial em várias indústrias, inclusive no RH. Para profissionais que querem se preparar para o futuro, entender a IA não é mais uma opção, mas uma necessidade. A tendência é que seu uso no RH continue crescendo, tornando-se ainda mais indispensável.

A Abertura do mercado

O ano de 2023 trouxe mudanças importantes no mercado de benefícios corporativos no Brasil. Até então, esse setor estava cheio de práticas que não eram muito transparentes e favoreciam pouca competição justa. Mas, em maio de 2023, a implementação completa do Decreto 10.854/21 mudou tudo de forma radical.

Esse decreto não só criou novas regras, mas também incentivou uma gestão de benefícios mais eficiente, transparente e focada nas pessoas colaboradoras.

As mudanças foram tão grandes que podemos dizer que houve um “antes” e “depois” na forma como os benefícios, como Vale Alimentação e Vale Refeição, são gerenciados. Os departamentos de Recursos Humanos das empresas, que já tinham a responsabilidade de garantir a conformidade com as leis, tiveram que se adaptar rapidamente a essas transformações, sob o risco de enfrentar multas e problemas legais.

Fim dos Rebates e pós-pagamentos

A proibição do “rebate” foi uma das alterações mais significativas trazidas pelo Decreto 10.854/21, e merece destaque para uma compreensão mais aprofundada. Em uma prática comum antes da nova regulamentação, empresas que forneciam benefícios ofereciam um desconto na hora de carregar os cartões dos colaboradores. 

Para você entender melhor: se sua empresa planejava creditar R$50,000 em benefícios PAT para os colaboradores, um desconto de, digamos, 5% era aplicado, e a empresa efetivamente pagava apenas R$47,500. Parecia um negócio mágico, mas havia mais do que aparentava.

O novo cenário

O fim desta prática promete trazer uma série de vantagens. Primeiramente, estabelecimentos credenciados podem agora operar sem a preocupação de taxas exorbitantes. Além disso, o fim do rebate deve incentivar uma revisão no processo de escolha de fornecedores de benefícios. O foco agora não será somente nas questões financeiras, mas também em aspectos como a eficiência na gestão mensal dos benefícios, o alcance da rede de aceitação e a disponibilidade de parceiros exclusivos.

Em resumo, a proibição do rebate torna o mercado mais equilibrado e transparente, beneficiando não apenas os RHs, mas também os colaboradores, que usufruem desses serviços no dia a dia.

E o pós-pagamento?

O decreto também especifica que todos os benefícios devem ser pré-pagos, o que exige maior atenção nas operações e na dinâmica de fluxo de caixa das empresas. 

Essa obrigatoriedade impõe que o empregador realize o pagamento à operadora do plano de benefícios antes que qualquer valor seja creditado nos cartões das pessoas colaboradoras. A antecedência no pagamento serve como uma garantia de que os fundos estarão disponíveis quando os colaboradores necessitarem, eliminando a incerteza que poderia existir com sistemas de pós-pagamento.

A nova exigência de pré-pagamento vem com o intuito de oferecer mais equilíbrio, segurança e transparência nas relações contratuais entre os empregadores e as empresas fornecedoras de benefícios. 

A medida atua como um mecanismo de prevenção contra práticas empresariais que poderiam ser consideradas abusivas. Por exemplo, no sistema de pós-pagamento, há riscos de cobranças excessivas, atrasos ou até mesmo a não entrega dos benefícios prometidos. Com a obrigatoriedade do pré-pagamento, tais práticas podem ser neutralizadas.

Os benefícios mais oferecidos nacionalmente

O cenário do mundo corporativo tornou-se ainda mais complexo com o aumento significativo da inflação no setor de alimentos e dos custos de saúde em 2022. Esses fatores contribuíram para que benefícios como Vale Refeição e Assistência Médica se mantivessem no topo do ranking de prevalência. Isso evidencia que em um ambiente econômico desafiador, com elevação de preços e custos para as famílias, esses benefícios não são apenas luxos, mas necessidades essenciais.

Em um mundo de tendências passageiras, fica claro que o básico ainda tem seu valor incontestável.

Outro ponto que merece atenção na lista de benefícios é a concessão de Descontos em Academia, que atualmente ocupa a sexta colocação. Este benefício tem mostrado uma clara tendência de crescimento e poderá ganhar mais posições nos rankings nos próximos anos. Atenção nele! 

Para uma análise mais aprofundada e mais resultados do estudo, convidamos você a continuar explorando os dados e insights que temos a oferecer. Vamos lá?

Assistência Médica e Refeição

Pelo terceiro ano consecutivo, Vale Refeição e Assistência Médica figuram nas duas primeiras colocações do ranking de Benefícios Corporativos. A disputa é acirrada: em 2021, o resultado deu Refeição; em 2022, Assistência Médica. Em 2023, o benefício que garante a refeição das pessoas colaboradores está de volta na primeira colocação. 

Ambos apresentaram um crescimento superior a 10% na prevalência em relação ao ano passado. Não dá nem para dizer que é uma surpresa. Já é claro que cuidar do bem-estar dos colaboradores é uma preocupação cada vez mais frequente nas empresas. Garantir a refeição diária é um bom primeiro passo. 

O terceiro lugar é um benefício que ninguém quer que seja utilizado. Mas a verdade é que um seguro de vida proporciona uma estabilidade importante em momentos de situações inesperadas. Sua importância é reconhecida e, não à toa, o Seguro de Vida se mantém forte no ranking pelo terceiro ano consecutivo. 

Em quarto lugar mais um benefício de saúde, embora com muito menos apelo que a Assistência Médica. A Assistência Odontológica é uma opção interessante para complementar um pacote de benefícios que já oferece outras alternativas mais básicas. 

E se começamos com Vale Refeição, finalizamos com Vale Alimentação. O quinto colocado do ranking de benefícios mais oferecidos é uma opção muito valiosa para os colaboradores, que têm maior facilidade para garantir a própria saúde alimentar. Ainda assim, com 57% de prevalência, o vale evidencia um gap de oportunidade no mercado. 

Para finalizar…

O Anuário de Benefícios Corporativos conta com o apoio de grandes marcas como PageGroup, Infojobs, Vagas.com, Se Candidate Mulher, Cia de Estágios e I Love My Job, o que torna o estudo ainda mais completo e relevante para a gestão de Benefícios Corporativos.  É o mercado se movimentando para melhorar o mundo do trabalho.

Se você ficou curioso para saber mais sobre os dados e informações detalhadas do Anuário de Benefícios Corporativos 2023, não perca a oportunidade de baixá-lo. Ele pode fornecer insights valiosos sobre tendências e práticas no mundo dos benefícios corporativos.

Para obter o Anuário de Benefícios Corporativos 2023, basta clicar aqui e fazer o download

(Visited 320 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.