Cada vez mais, os colaboradores buscam empresas que valorizem o bem estar e o trabalho humanizado. Mas esses conceitos envolvem sentimentos, o que pode ser uma dificuldade para gestores. Afinal: como medir algo que é variável? É aí que entra o People Analytics.

Muitos CEOs já estão atentos a esse tipo de abordagem,que é pautada na “análise de dados e pessoas” e está totalmente ligada aos recursos humanos. Apesar de em um primeiro momento parecer uma ferramenta, na verdade estamos falando de um método que tende a tornar a visão e gestão do RH mais estratégica e otimizada.

Quer saber mais sobre o assunto e entender como utilizar o People Analytics em sua empresa? Então, continue a leitura!

O que é o People Analytics?

People Analytics  é uma metodologia totalmente ligada ao RH que visa coletar, armazenar e analisar dados dos colaboradores a fim de aprimorar a gestão de pessoas. 

A partir de uma visão mais estratégica é possível melhorar processos, entender o que realmente incentiva os funcionários dentro da empresa, ter mais sucesso nas contratações, entre outros aspectos que contribuem para um bom clima organizacional. 

Com uma boa análise pode-se identificar pontos fortes e fracos, tanto individuais, quanto da própria gestão. Ao entender o que move os colaboradores, fica fácil torná-los mais produtivos, o que diminui as taxas de rotatividade.

Como utilizar o método

Para iniciar, é preciso definir um objetivo, deixando claro qual problema foco pretende-se resolver com essa nova estratégia. Depois, entender como esses dados serão coletados e armazenados de acordo com o tamanho e características específicas da empresa.

Feito isso, é hora de coletar de fato os dados e contextualizá-los com métricas e indicadores, para não correr risco de lidar com um amontoado de informações soltas. Para um bom trabalho estratégico, é importante realizar projeções futuras a partir da análise realizada.

A análise de fato costuma ser dividida em quatro fases: descritiva (o que aconteceu no passado), diagnóstico (o motivo de ter acontecido), preditiva (previsão de cenários) e prescritiva (opções de soluções).

Invista em análise

Conhecer os colaboradores é mais complexo do que parece e vai além de uma conversa casual na copa — que também tem seu valor. É sobre entender todo o contexto de cada indivíduo dentro da organização: desde seu cargo, seu salário, histórico, até questões mais pessoais como soft skills, valores e objetivos.

No entanto, com um bom planejamento, aplicar o People Analytics, pode ser tranquilo e se tornar uma rotina para os profissionais do RH. É uma estratégia que se inicia ainda na contratação, gerando mais sucesso na escolha dos candidatos e trazendo efeitos positivos durante toda a trajetória dos funcionários.

Ao investir nas reais necessidades do seu colaborador e promover bem estar, você consequentemente vai gerar equipes mais equilibradas, engajadas e confortáveis com o ambiente de trabalho. Tudo isso contribui para menores taxas de turnover e proporciona bons resultados para toda a empresa.

Conclusão

Se o RH é um dos pontos centrais para o sucesso de qualquer empresa, o people analytics é a ferramenta que alavanca as atividades do setor. A partir da análise inteligente de dados e do reconhecimento dos pontos fortes e fracos dos colaboradores, é viável criar um clima organizacional positivo e, acima de tudo, produtivo. 

E aí, concorda que o people analytics faz parte do futuro de todo RH? Que tal continuar aprendendo? Confira nosso texto sobre employee experience!

(Visited 99 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.