Foi-se o tempo em que o departamento de RH se limitava à execução de processos burocráticos e ao controle das atividades dos colaboradores. Hoje, o chamado RH estratégico é peça central no desenvolvimento de planos de ação para melhorar os resultados da empresa. E isso passa, obrigatoriamente, pela experiência dos colaboradores.

E, em certos casos, é preciso prestar atenção no lado financeiro para manter o engajamento dos colaboradores e garantir o alcance de metas. Por isso, diversas empresas adotam o método de bonificação por resultado para incentivar as equipes a atingirem metas e terem boas performances.

Pode-se entender a bonificação por resultados como uma premiação, um adicional, diferente do salário e benefícios fixos (como vale alimentação, por exemplo). A prática é legalmente descrita no artigo 457 da CLT e tem como objetivo premiar um colaborador devido ao seu desempenho superior ao comum.

Impacto da bonificação por resultado na produtividade

O bônus sempre foi algo muito comum em equipes de vendas, que recebiam comissões de acordo com as transações finalizadas. 

Agora, contudo, o recurso está sendo adotado em outros segmentos, pois é visto como uma forma saudável de estimular a produtividade dos funcionários, gerando um upgrade para a motivação das atividades da rotina.

Além de gerar maior comprometimento, os objetivos ficam alinhados, o que ajuda a reduzir o turnover e  gera a retenção de talentos que se desenvolvem cada vez mais e se tornam capacitados para atingir as metas. 

Se forem metas por grupos, a prática reforça o trabalho em equipe. Isso é fundamental, por exemplo, para construir uma cultura organizacional focada na colaboração, sem deixar de lado questões de performance. 

Ademais, se torna uma ferramenta de análise do progresso de cada colaborador. Isso porque gera registros periódicos sobre a performance de cada indivíduo, com indicadores claros sobre o alcance de metas. Mais do que saber se elas foram alcançadas, é possível observar quão perto cada equipe chegou.

Com isso, a busca por processos mais eficientes se torna um hábito, os planejamentos tendem a ficarem mais assertivos e os profissionais mais qualificados, impactando de forma promissora a produtividade do dia a dia.

Como calcular bonificação por resultado

O método para calcular o valor do bônus irá depender de cada organização, seu segmento e outras variáveis. É preciso saber se a bonificação será em grupo ou individual, por exemplo. 

Também é preciso levar em conta o planejamento orçamentário, mas geralmente o bônus é definido como uma porcentagem do salário fixo, mensal ou anual.

Analisar os indicadores do setor que terá a bonificação implantada é importante para entender os objetivos que serão foco para receberem o adicional. No setor de customer care, por exemplo, o número de clientes que renovaram o contrato é um indicador relevante nesse sentido. Já na área de RH, o eNPS se encaixa muito melhor.

Na prática, é essencial que os critérios, funcionamento e valores (porcentual ou inteiro) sejam claros e comunicados para todos os colaboradores envolvidos. Sendo assim, boas práticas de comunicação interna tornam-se fundamentais para evitar ruídos e garantir o alinhamento com todos os envolvidos. 

Além disso, é imprescindível trabalhar com métricas alcançáveis, de modo a não gerar frustrações ou a sensação de falta de confiança. Uma boa forma de fazer isso é investindo nos pilares SMART. 

Invista em planejamento

Como você viu, o método pode trazer impactos positivos na motivação e no engajamento dos colaboradores, incentivando a busca por caminhos mais eficientes e assertividade nos resultados, contudo, construir o plano de bonificação requer um planejamento completo.

É preciso reunir os líderes e tomadores de decisão para realizar um mapeamento completo de modo a identificar quais métricas são aplicáveis em cada setor. Depois, decidir os critérios para liberação do bônus, a periodicidade dos mesmos e a forma como o cálculo será realizado. 

Com o plano bem desenhado, é crucial realizar reuniões bem documentadas explicando, passo a passo, o que cada colaborador deve fazer para alcançar a bonificação,

Entender o perfil da equipe, estipular orçamento disponível e o plano com objetivos realistas, é fundamental para ter a conclusão procurada. Após a implantação, é preciso realizar avaliação periódica do programa para evitar gargalos e manter constante a efetividade na bonificação por resultado.

(Visited 4 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.